A LOJA DE UNICÓRNIOS

abril 25, 2019

Estou escrevendo enquanto o filme está acabando. Preciso dizer que na verdade eu fui meio resistente. Os atores são ótimos, mas eu tenho tendência a ter resistência com qualquer possibilidade de um filme me falar exatamente aquilo que eu preciso escutar, e bem, eu estava certa.
 
A Loja de Unicórnios não é simplesmente um filme bonitinho, mas é um recado para nós de que o amadurecimento vem das nossas escolhas, e do nosso entendimento sobre nós mesmos. Kit, interpretada pela Brie Larson, é uma jovem com seus 20 e alguns anos que é expulsa da faculdade de artes e volta meio perdida pra casa dos pais, e ela faz aquilo que a maioria de nós faria se estivesse na mesma situação, desiste da carreira de artista e escolhe o caminho que parece ser o mais correto, que no caso, é um emprego no mundo corporativo.
 
Mais do que uma simples desistência, Kit abandona seu sonho, suas crenças e aquilo que ela julgava que era o certo. Ao contrário da maioria das pessoas, ela tinha pais que a apoiavam e que estariam dispostos a bancar seu sonho, mas assim como nós o meio se tornou seu principal inimigo.
 
Ana, aonde entra a Loja de Unicórnio nessa história toda?
 
No seu primeiro dia de trabalho, a Kit recebe um convite para ir até uma loja nova. Quando ela chega no local existe uma loja lá que vende unicórnios, mas para ela ter um ela precisa merecer. Sem mais instruções, apenas essa, e ela começa então a fazer coisas para merecer esse unicórnio.
 
O que tem sido nosso unicórnio? O que é aquilo que nós não conseguimos abrir mão?
 
Os nossos sonhos de infância não precisam, necessariamente, ser deixados para trás para que possamos nos tornar adultos. Crescer é um processo baseado em ganhos e perdas e alcançar um sonho vai demandar que nós tomemos decisões e façamos escolhas. E vai ser difícil, vai demandar tempo, sacrifício.
 
No caso da Kit, o sonho dela se resumia ao unicórnio, e ela fez de tudo por esse unicórnio, e no fim o que importou mesmo foi a jornada dela, as coisas que ela fez e quem ela se permitiu ser. Ela se deu tempo para rever seus sonhos, para entender o que era realmente importante para ela, e que não valia a pena se prender a algumas coisas.
 
Se você já viu esse filme e gostou recomendo fortemente que você assista Laggies também Ele é um pouco menos fantasioso, mas também fala dessa relação que temos com o que devemos fazer, e qual caminho seguir. Também recomendo que você assista The Hook Up Plan, mas esse tem post por aqui e você pode ler para entender melhor a maravilhosidade desse seriado francês.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.